Pavão

Esse quadro em aquarela e nanquim sobre papel foi um presente de despedida para minha mãe em 2015, antes de uma mudança de país que se tornou um período nômade na minha vida.


A escolha do pavão e toda a composição foi muito intuitiva, seguindo o estilo da série Natureza Inventada que eu havia iniciado no ano anterior.

Essa pintura passou a ter um valor emocional sem tamanho e por vezes passo longos minutos observando cada detalhe e pensando: “nem acredito que fui eu que criei isso!”

Depois vim a saber que o pavão é uma ave extremamente simbólica. Ele representa proteção, boa sorte, sabedoria, purificação, prosperidade, transmutação, fertilidade e espiritualidade.